Notícias

Certificação - Curso de padeiro e confeiteiro

Certificação - Curso de padeiro e confeiteiro

05 de Dezembro de 2017 - 11:03:50h

Aconteceu na manhã do dia 28 de novembro de 2017, no Auditório da ASCOOB Sisal, Serrinha (BA,) a Certificação do Curso de Padeiro e Confeiteiro promovido pelo Programa Qualifica Bahia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte - SETRE (BA) em parceria com ASCOOB Sisal.

Foram certificados no total 40 alunos, sendo uma turma de 20 alunos da cidade de Serrinha (BA) e a segunda turma também com 20 alunos da cidade de Ichu (BA). A carga horária total do curso foi de de 200 horas, sendo distribuído em 50 horas de abordagem social e 150 horas de aulas práticas.

Na certificação estiveram presentes: a Sra. Kadine Santos, Coordenadora da Coordenação de Qualificação Profissional da SETRE; a Sra. Maria das Graças Cedraz de Almeida, Secretária de Assistência Social do município de ICHU; Sr. Antônio Almeida e Silva, Presidente da Fundação Antônio Almeida - FUNDAL; Sr. Jacques Fadigas, Diretor Técnico da Fundação de Administração e Pesquisa Econômico-Social - FAPES; Sr. Antônio Cláudio Oliveira Santiago, Diretor Presidente da Cooperativa de Crédito Rural – ASCOOB Sisal; Sra. Márcia Lima de Oliveira, Diretora Operacional da ASCOOB Central; Sra. Gildete Pereira da Silva, Diretora de Comercialização da Arco Sertão Central; Sr. Luiz Carlos Ferreira, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares de Ichu; Sr. Valdir Ferreira Alves, Assessor Institucional da Cooperativa de Produção e Comercialização dos Produtos da Agricultura Familiar da Microrregião de Serrinha;

No discurso de encerramento foi unânime a fala de todos os representantes das entidades sobre a importância do curso e  a necessidade de implementação de novas turmas para o ano de 2018. O Sistema ASCOOB, antecipadamente, se colocou à disposição para novas parcerias por entender a dinâmica social que a qualificação traz para a comunidade, uma vez que, gera autonomia e independência econômica- financeira para os cursistas e ainda, apresenta uma modalidade de trabalho diferente da tradicional, oportunizando a criação de novos micro empreendedores locais, público este de extrema relevância e importância para o cooperativismo."